quinta-feira, 22 de novembro de 2007

...

Estéril é a terra em que se plantou a criatividade
Caminho por este chão infértil
regado pelo o que ainda resta
do suor de teu rosto em minhas mãos.

Nenhum comentário: